NC2 Engenharia investe em tecnologias que visam à segurança dos projetos

NC2 Engenharia investe em tecnologias que visam à segurança dos projetos

Fundada em 2011, a NC2 Engenharia trabalha de forma direta no desenvolvimento de todas as etapas dos projetos em sistemas prediais. Sua atuação vai desde a definição do investimento, os estudos preliminares, suporte à captação de recursos, projeto executivo, até a fiscalização da obra. Está presente no segmento industrial, comercial, residencial, de segurança pública, infraestrutura e outros setores específicos, como laboratórios e hospitalar.

Projeto ABB – Sorocaba (SP) –  Recentemente, a NC2 Engenharia desenvolveu um projeto no setor de drives de média tensão em uma fábrica de equipamentos de potência na multinacional ABB, instalada em Sorocaba-SP. O trabalho consistiu na instalação da área de testes, simuladores de carga, transformador de potência, aterramento dos equipamentos e estudos elétricos de curto circuito e seletividade.

De acordo com Henrique Naime, diretor da NC2 Engenharia, o trabalho foi muito desafiador. “Por se tratar de um ambiente em que se trabalha em condições adversas, elaboramos um estudo e projeto para visualizar os possíveis defeitos internos em relação aos drives, que pudessem comprometessem a segurança. Com isso dimensionamos os condutores para trabalharem de forma extrema, sem prejudicar a segurança dos trabalhadores”, conta.

Naime explica que preocupação da equipe era encontrar um caminho seguro, com a mínima intervenção no trabalho de quem estava ali, que não prejudicasse a locomoção dos veículos e não deixasse possibilidade de contatos acidentais com a infraestrutura. “Caso o equipamento viesse a se energizar, mesmo estando devidamente aterrado, instalamos relés nas funções 27, 59, 46, 50/51, 50/51N e 87, evitando danos pelas cargas simuladas nos condutores e perda completa do painel em teste”, lembra.

Outra particularidade do empreendimento, segundo Naime, foi o sistema regenerativo, capaz de reduzir as perdas energéticas em decorrência dos testes. “O trabalho demandou uma sinergia da área de estudos, projetos para integração e desenvolvimento das melhores soluções, onde a NC2 conta com o corpo técnico qualificado para o dimensionamento e estudos elétricos necessários para essa demanda”, enfatiza o profissional.

Investimentos em tecnologias –  Em 2015, a NC2 Engenharia iniciou forte investimento na área de desenvolvimento de projetos na plataforma BIM e em técnicas e ferramentas reconhecidas pelo mercado como as melhores práticas de gestão de processos e recursos do negócio. “Foi desenvolvido um projeto piloto no conceito BIM junto às empresas parceiras, supervisionado por instituições especializadas de um empreendimento já finalizado, para aprimoramento das técnicas e compatibilização das disciplinas envolvidas no projeto de uma edificação”, explica.

Naime afirma que a escolha por um projeto já finalizado e aprovado, ao invés de um trabalho em desenvolvimento, se faz necessário, pois o primeiro, apesar de demandar maior investimento de recursos internos, permite o direcionamento integral para qualificação técnica e demanda um investimento alto para as empresas, porque parte inteiramente de recursos internos, para fins de qualificação técnica dos colaboradores. “Isso permite testar todas as possibilidades, dimensionar um cronograma adequado e que não comprometa o aprendizado, maximizando o aproveitamento do treinamento”, reforça.

Concomitantemente ao projeto BIM, a NC2 investe em ferramentas e técnicas de gestão. Recentemente, a empresa adquiriu licenciamentos das plataformas Microsoft Project (Gestão de Projetos para Engenharia) e Microsoft SharePoint (Gestão e Controle de Processos) no OFFICE 365. A Iunex, empresa de Tecnologia da Informação e especialista em produtos Microsoft deu treinamento integral para a equipe. “Foi uma aquisição muito importante, pois essas ferramentas trazem um novo conceito de nuvem, que é essencial para a segurança de nossas informações e também dos nossos clientes”, diz.

De acordo com Henrique, com o novo sistema, a NC2 possui acesso de qualquer lugar, possibilitando a conexão remota de equipes que estejam em campo ou fora do escritório. “A tecnologia auxilia no controle de todos os setores, na entrada de uma nova demanda, ajuda no desenvolvimento do projeto, conclusão e cobranças. Permite, ainda, que o cliente acompanhe o cronograma em tempo real, a equipe em andamento, os arquivos emitidos. Essa possibilidade traz a segurança de que o projeto está sendo feito com eficiência”, explica.

Desafios na crise – Atualmente, num cenário em que a construção civil enfrenta a desconfiança do empresário devido às incertezas do cenário econômico, alta dos juros, dificuldade de acesso a recursos para financiamento e idealização de projetos e obras, exige-se cada vez mais que os engenheiros tenham criatividade e saibam empreender no setor. “É nessa linha que as entidades de classe, sindicatos e associações devem se mobilizar para que não fique só na dependência das definições dos setores públicos a esperança por dias melhores”, destaca Naime.

Para Naime, a otimização dos processos, controle e gerenciamento são características essenciais para uma empresa que almeja ter menos dificuldades num momento conturbado e incerto da economia. “Uma expressão muita escutada ultimamente é “fazer mais com menos”. Soa clichê, mas repercute a realidade de grande parte do empresariado brasileiro. Apesar do seu uso exacerbado nos últimos meses, essa deve ser uma filosofia constante na empresa, independente da situação econômica”, finaliza.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2017 Todos os direitos reservados - ABRASIP-MG por Melt Comunicação

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

%d blogueiros gostam disto: